Share on facebook
Share on linkedin

Saiba por que investir em Business Intelligence e análise de dados para gestão do negócio

Dados são um tipo de moeda da atualidade, tamanho o valor que conquistaram no meio corporativo. Mas dados isolados não oferecem grande utilidade – é necessário contexto e inteligência para interpretá-los. Um dos caminhos está no Business Intelligence e análise de dados para gestão do negócio.

 

A aplicação estratégica de dados está diretamente ligada à inteligência competitiva, ou seja, aos esforços de uma empresa para compreender o mercado em que está inserida, além da sua situação em relação aos concorrentes.

 

Uma das metodologias utilizadas na análise de dados para gestão de negócios é o Business Intelligence (BI). Esse processo permite decifrar as condições internas e externas, de modo a facilitar a tomada de decisão tanto em termos gerenciais como operacionais.

 

Neste artigo, vamos explicar como o Business Intelligence funciona na prática e quais resultados as empresas que o adotam podem alcançar. Você vai ver como os dados se transformam em vantagem competitiva!

O que é Business Intelligence e análise de dados para gestão do negócio?

O primeiro ponto a ser esclarecido é que Business Intelligence (BI) não se refere a uma tecnologia, mas sim a um conceito que se apoia na tecnologia para coletar, armazenar e analisar dados relevantes para a inteligência de negócios.

 

Com base nas necessidades da empresa, são utilizadas ferramentas e metodologias capazes de entregar informação de valor estratégico a partir de dados provenientes de origens variadas, incluindo sistemas internos e fontes externas.

 

Depois de fazer a coleta de dados, o sistema de BI faz o processamento e gera relatórios disponibilizados de forma visual em painéis, também chamados de dashboards. Tanto equipes operacionais quanto gestores podem acompanhar os dashboards para buscar informações que auxiliem na tomada de decisão.

Esse é o principal objetivo do Business Intelligence e análise de dados para gestão do negócio: reduzir a subjetividade das decisões, principalmente em relação ao planejamento de estratégias e ações. Isso envolve o rumo da empresa como um todo e de áreas específicas, como marketing, produção, logística e vendas.

No Business Intelligence, a análise se concentra em dados estruturados, também chamados de small data. Isso quer dizer que os dados coletados já estão em tabelas, por exemplo, e são manipulados de modo a permitir uma visualização centrada em fins comerciais. 

 

Algumas pessoas confundem BI com outro conceito bastante comum na análise de dados, o Big Data. Na verdade, são propostas totalmente distintas. O Big Data exige tecnologias específicas, pois coleta e processa dados de todos os tipos, inclusive não-estruturados, em volume muito grande.

Como o processo de BI acontece na prática?

Pela perspectiva de negócio, é possível resumir o processo de BI em cinco etapas, que estão detalhadas a seguir.

 

Definição de objetivos e indicadores: essa fase inicial guiará todo o restante processo. É preciso ter clareza sobre quais são os objetivos que estão levando a empresa a implementar o processo de BI. E não há como ter essa compreensão sem investigar as necessidades do negócio – quais problemas precisam ser resolvidos e como o BI pode ajudar no fortalecimento das vantagens competitivas.

 

Os indicadores de performance devem estar atrelados aos objetivos. Por exemplo, para fazer a análise de BI no setor de produção de uma empresa, podem ser medidos fatores como compra e consumo de matéria-prima, quantidade de produtos fabricados em determinado período, tempo que as máquinas permanecem ligadas ou que os funcionários trabalham, entre outros.

 

Coleta de dados: com os objetivos em mente, é possível avaliar quais fontes de dados que fazem parte do universo do negócio devem integrar o processo de BI. Os dados podem ser provenientes de processos, produtos, serviços, projetos ou ações – tudo que está registrado internamente e tem valor para a tomada de decisão.

 

Também podem ser incluídas no processo fontes externas à empresa. Dados estruturados disponíveis no mercado que tenham relação com os objetivos traçados. 

 

Processamento de dados: essa etapa contempla a organização e transformação dos dados. Ou seja, todo o processamento para reuni-los e disponibilizá-los em formato visual no dashboad. O BI permite que todas as áreas do negócio envolvidas no processo tenham fácil entendimento das informações e possam trabalhá-las conforme as suas próprias necessidades.

 

Compartilhamento: as informações processadas pelo BI precisam chegar às pessoas que farão uso delas para tomada de decisão. Essa etapa abrange definições de governança, que estabelece quem deve ter acesso a quais tipos de informações. Também envolve segurança da informação, como, por exemplo, acesso restrito em determinados servidores.

 

Revisão periódica: um processo de BI tem início, mas não tem fim, e precisa ser constantemente revisitado. À medida que o negócio cresce, as necessidades em relação ao BI mudam, e é imprescindível que o processo se desenvolva junto com a empresa. 

 

Os objetivos devem ser revisados, assim como as fontes de dados e a entrega das informações. É como um ciclo que está em atualização contínua.

business intelligence e análise de dados para gestão do negócio

Por que investir em BI e análise de dados?

Para integrar o Business Intelligence à gestão da empresa, é necessário envolvimento de toda a equipe. E mesmo que desenvolver uma cultura de dados seja um desafio para muitas empresas, as recompensas não demoram a aparecer.

 

Em negócios que utilizam o BI para planejamento estratégico, as ações tendem a ser muito mais efetivas. O motivo é simples: as definições acontecem com base no conhecimento da situação interna e do mercado.

 

Os resultados do processamento de dados também podem trazer insights sobre oportunidades de diferenciação – produtos e serviços com potencial para se destacar no segmento de atuação da empresa.

 

Além disso, os gestores possuem subsídio de informação para otimizar o uso de recursos, corrigir falhas, explorar potencialidades e responder com agilidade e eficiência aos movimentos do mercado.

 

Quando a tecnologia de Business Intelligence e análise de dados para gestão de negócios é aplicada de forma coerente com a realidade da empresa, e de fato sustenta as decisões tomadas, o retorno se torna visível em pouco tempo.

 

Se você quer gerar valor para a sua empresa por meio de tecnologia de ponta em processamento e análise de dados, conheça a Cognitivo.AI e se surpreenda com o que um time de mentes brilhantes pode fazer pelo seu negócio!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close Bitnami banner
Bitnami